Forte em greve

Os servidores em exercício do Museu Forte Defensor Perpétuo e do Museu de Arte Sacra, unidades IBRAM de Paraty, estarão em greve a partir do dia 12 de maio, unindo-se às mobilizações dos servidores federais da cultura contra uma política nacional de desmanche e abandono do setor cultural. O prédio do Museu Forte Defensor Perpétuo estará fechado ao público por tempo indeterminado, salvo para programações especiais de mobilização. Os grevistas estarão no local para esclarecimentos e debates com o público de segunda a sexta.

A Semana Nacional de Museus, que aconteceria entre os dias 12 e 19 de maio, está adiada por tempo indeterminado.
Entretanto, algumas atividades serão mantidas diante da pertinência do tema das mobilizações sociais das comunidades tradicionais para a luta dos servidores por uma política cultural de qualidade.

Segue a descrição das atividades de greve da cultura para a próxima semana em Paraty.

Quarta-feira, 14 de maio de 2014

14:00, no Museu Forte Defensor Perpétuo de Paraty –
Lançamento do filme “Alto da Serra: de carvoeiros a quilombolas”, produção do Observatório de Povos Tradicionais, do Coletivo
Audiovisual Sankofa e da Associação de Remanescentes de Quilombo do Alto da Serra, com presença do Prof. Andre Videira de Figueiredo e equipe. Entrada franca.

14:30, no Museu Forte Defensor Perpétuo de Paraty –
Mesa-redonda com o tema “Populações tradicionais e questão ambiental”, com a presença de Bruno Gueiros (ICMBio / APA Cairuçu), Ricardo Martins Monge “Papu” (INEA), João Andrade (IBRAM – Parati), Andre Videira de Figueiredo (UFRRJ) e representante do Fórum de Comunidades Tradicionais de Angra/Parati/Ubatuba. Entrada franca.

Mais informações sobre a greve da cultura: http://www.sintrasef.org.br/

Anúncios